Cidade e Sociabilidade Juvenil
Uma experiência em Blumenau

Quéli Flach Anschau

R$ 20,00

comprar
 

“Procurei abordar o segmento social da juventude na sua relação com o desenvolvimento da vida urbana, considerando-o não só nas definições biológicas, mas também como um segmento social em estado de transitoriedade e/ou situado numa dada historicidade e que constrói suas formas de organização nos espaços públicos, em especial a rua.
Tratam-se de espaços que são identificados como um território ocupado por uma geração que cria identidade na composição do cenário da vida urbana e, ao mesmo tempo, interferem no processo de construção identitária desses sujeitos.” (a autora)

“Quéli foi para as ruas, ouviu os jovens e deixou-se contaminar pelas porosidades e incertezas da cidade. Por isso, sua pesquisa não é remédio para instaurar uma cidade sem conflitos. Mas ela nos indica a necessidade de revitalizar as ruas, mas no sentido vital que esta palavra carrega, não simplesmente no sentido econômico. Isto será possível somente com a presença da vida e do próprio corpo como referência para as cidades. Revitalizar não se trata de construir mais cenários, mas que possamos discutir as formas de apropriação do espaço público. Ou seja, é primordial a participação da população nas decisões sobre a cidade, mas não só, pois neste momento precisamos  retomar   a experiência efetiva e as vivências em espaços urbanos. A cidade precisa deixar de ser cenário para passar a ser efetivamente um palco. Isto será possível somente com a presença da vida e do sentido mais original da palavra ‘política’.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

I'm not a spammer This plugin created by memory cards