Conselho Editorial | Liquidificador Comunicação e Arte

O Conselho Editorial é um órgão normativo e consultivo da Liquidificador Editora e tem a função de regulamentar, referendar e qualificar a publicação de livros, revistas e outras publicações voltadas à formação acadêmica e artística, zelando pela sua adequação e fidelidade à linha editorial  e ao escopo da editora.

 

Nosso atual Conselho editorial tem a seguinte constituição:

Aline Assumpção (diretora editorial) produtora cultural, artista visual, designer (UTFPR), comunicóloga e jornalista (UFPR), especialista em Publicidade (Furb), professora universitária, e sócia da Liquidificador.

Charles Steuck artista visual, fotógrafo, professor de fotografia, licenciado em Artes Visuais (Furb), premiado em diversos salões, sócio da Liquidificador.

Carla Fernanda da Silva – historiadora, mestre e doutoranda em História pela UFPR, autora e organizador dos livros “Clio do Cio” e “Corpos Plurais”.

Daiana Schvartz – artista visual, mestranda em Artes Visuais na Udesclicenciada em Artes Visuais pela Furb, premiada em diversos salões de arte, professora de desenho.

Édio Raniere – pesquisador, escritor, autor de “O Jardim das Ilusões”,  psicólogo, mestre (PUC-SP) e doutorando pela UFRGS.

Gregory Haertel – psiquiatra, dramaturgo, escritor, autor de Aguardo e Quarteto de Cordas para Enforcamento.

Jamil Antônio Dias – produtor, gestor e agente cultural do SESC, escritor, licenciado em Artes Cênicas.

Ricardo Machado – historiador, mestre e doutorando em História pela UFSC,  professor da UFFS – Universidade Federal da Fronteira Sul, e autor de “Entre o Público e o Privado” (Edifurb)

 

…………………………………..

 

O funcionamento do Conselho está descrito em um Estatuto específico, abaixo, seguem alguns trechos relavantes:

Cláusula 1ª- Formação do Conselho:  O Conselho Editorial será constituído por 7 (sete) Conselheiros, indicados e nomeados pelo Diretor-Geral; e um número não-definido de Consultores. Esse número poderá variar a depender do volume de publicações de determinada área de conhecimento.
§ 1º – Os Conselheiros deverão ser representantes das seguintes áreas: Arte, Literatura e Ciências Humanas.  Será possível incluir representantes de outras áreas a depender do interesse da Editora.
§ 2º – Caberá ao Diretor planejar, implantar e desenvolver o processo de comunicação institucional da organização como recurso estratégico de sua interação com diferentes organizações, a fim de estabelecer convênios e intercâmbios.
§ 3º – Os Conselheiros deverão possuir a titulação comprovada ou reconhecida experiência na área; ser pessoa de destaque em sua área de atuação, de reconhecido mérito artístico, literário ou acadêmico.
§ 4º – Os Consultores também devem atender às mesmas qualificações dos Conselheiros, no entanto, serão convocados em condições especiais e para trabalhos específicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

I'm not a spammer This plugin created by memory cards