Está chegando a segunda edição de “O Retrato da Nudez Eólica” da jovem escritora Cláudia Iara Vetter. Após editar e bancar sozinha a primeira e pequena edição de sua obra, Cláudia obteve agora patrocínio do Fundo Municipal de Cultura de Blumenau para reeditar a obra, com uma tiragem de 1500 exemplares, que serão amplamente distribuídos a escola municipais de Blumenau. Além da distribuição gratuita de exemplares, a autora realizará  oficinas literárias com os estudantes das escolas que visitará.

“O Retrato da Nudez Eólica é uma compilação textual de sentidos que as mãos sentem, mas não apalpam. Conduz dissonâncias dos dias, recolhidas na fragilidade de nossos conhecimentos e desconhecimentos, tornando-se uma passagem pela mais intensa profundidade do ser, em mesmo estar, superficial. A nudez se parte na transparência do vento, e o retrato se alonga na vitalidade, até onde o vento possa carregar; para os entregues, um fino véu da tessitura da alma, e ao tempo, a grandeza da condição de estar vivo.” apresenta a autora, nesta segunda edição.

O livro traz na capa detalhe da obra “Duas irmãs” doa artista visual Nestor Jr.,  é prefaciado pelo escritor Gregory Haertel e tem orelha do também poeta Vinicius Coelho. A obra tem apoio cultural e leva o selo editorial da Liquidificador Produtos Culturais.

 

Lançamento:
“O Retrato da Nudez Eólica”
01 de maio, domingo | 16h

Poesia:
O Retrato da Nudez Eólica
Cláudia Iara Vetter
2ª edição
Editora: Liquidificador Produtos Culturais

93 páginas
ISBN 978-85-63401-01-4
Gênero: Poesia –  Literatura Brasileira
Em breve!


“Exigindo das palavras mais do que elas aparentemente conseguiriam, deslocando sentidos na ânsia para que digam tudo aquilo que parece querer explodir dentro de si, Cláudia Iara Vetter nos oferece a segunda edição deste seu primeiro Retrato, um retrato em que a autora se expõe sem medos, rasgando a própria pele e nos dando de presente.
Intenso, o seu livro não oferece facilidades. O amor de que Cláudia fala se equivale ao vazio sobre o qual também escreve.
Os dois podem tanto salvar quanto engolir.
E Cláudia, corajosa, permanece nua, recebendo diretamente contra o corpo as inconstâncias da vida, e escolhendo frases que são, todas, margens de um retrato seu.”

Gregory Haertel

 

“As palavras sozinhas não dizem. Sabendo disso, Cláudia Iara Vetter usa das cores, dos sons e suas tonalidades para expressar os
sentimentos e pensamentos em palavras. Reflete-se em nossos olhos, grita o silêncio. E vai além: despe-se ao vento, não esconde o
que é dor ou oco, revela a vida em movimento. Traça as inscrições de seu corpo – arranhões, tatuagens, chagas antigas. Caminhamos consigo por sua estrada “bruta e malfeita”, onde o que é secreto nos é oferto como um presente manualmente esmerado. No percurso d’O Retrato da Nudez Eólica, Cláudia mostra que de tudo só restam fragmentos. Assim como nos legou Safo, a grande poeta da Antiguidade, o amor abala o espírito como um vendaval que desaba sobre os carvalhos.”
Vinicius Coelho

Cláudia Iara Vetter lança 2ª edição de O Retrato da Nudez Eólica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

I'm not a spammer This plugin created by memory cards